Veja quais são as projeções para práticas de esportes como por exemplo futebol e outros de cunho coletivo no âmbito profissional e amador


Pouco a pouco, os esportes estão voltando a se reunir e os campeonatos estão retornando. No Brasil, o campeonato Carioca já está em pleno funcionamento. Enquanto em São Paulo, os times já fizeram exames em toda a equipe e estão retomando os treinos. Veja como diferentes modalidades estão se organizando para o retorno durante a pandemia.

Volta do futebol

Após a pausa desde março de 2020, o futebol no Brasil, pouco a pouco, se organiza para voltar. O Flamengo foi um dos primeiros times a colocar os jogadores para treinarem. Porém, para que o retorno ao campo seja possível, estão sendo feitos alguns controles como:

  • Exames periódicos, de coronavírus, na equipe técnica e nos atletas;
  • Uso de máscara;
  • Evitar contato, sempre que possível;
  • Alguns times pedem que os atletas evitem abraços na comemoração de gols;
  • Aferição da temperatura e acompanhamento contínuo da saúde.

 

Os times das primeiras divisões são os que mais investiram nos protocolos de retorno aos gramados, enquanto os amadores, pelo menos por enquanto, ainda não são realizados. Para que as competições possam voltar, os times aceitaram mudar os locais dos jogos, caso seja necessários, pois há algumas cidades, nas quais o número de infectados pela doença está grande e, por isso, a prática esportiva ainda não está liberada.

Vôlei

O vôlei está entre os esportes queridinhos do grande público, mas as competições seguem paradas no Brasil. Os atletas estão fazendo o que podem, dentro de casa, para manterem o condicionamento físico.

Nas redes sociais, a Confederação Brasileira de Vôlei tem mostrando um pouco da rotina de treino dos atletas, cada um em suas casas. Sempre que possível, são publicados vídeos informativos, feitos pelos jogadores. Ainda não há um calendário definido para o retorno das competições.

Basquete

As competições também não retornaram no Brasil e a expectativa é que, pouco a pouco, as equipes voltem a treinar. Para isso, acredita-se que um protocolo semelhante ao que foi adotado no futebol seja implantado, com exames na equipe e acompanhamento médico.

MMA

Como nos outros países as lutas já retornaram, os brasileiros já estão participando de competições fora do Brasil. A mineira Juliana ‘Ju Thai’ Lima, por exemplo, já participou do Invicta FC, onde enfrentou a americana Emily Ducote na principal luta da noite.

Embora evitar o contato físico seja algo impraticável nessa modalidade, os organizadores dos eventos profissionais têm feito testagens no atletas, para acompanhar as suas saúdes e tentar evitar a proliferação do coronavírus.

Na Elasta temos alguns acessórios para você reformar quadras e prepará-las para serem usadas após a pandemia. Entre em contato conosco!

Dúvidas ou Comentários?
0 Comentários

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *